Não tente perder o medo forçando um tratamento de choque “logo de cara”

Algumas pessoas podem achar que fazer quem tem medo de altura encarar o fato de modo aterrorizante pode ser a solução do problema. Porém, fazer alguem que sofre de medo de altura entrar numa montanha russa, saltar de para-quedas, avistar paisagens nas alturas, e coisas do gênero, encarando o medo de uma vez, pode fazer com que a situação se agrave ou pode ainda piorar a fobia. É necessário que mais estudos acerca da causa da acrofobia (medo de altura) sejam realizados, mas até o medo ser completamente compreendido, não é recomendado tratar o pavor com exposições de alturas extremas antes que sejam realizados tratamentos com medicamentos, terapias, etc.

Não se prenda em traumas passados como causa de acrofobia

Muitas pesquisas com ajuda da ciência moderna, caminham mais próximas da comprensão da acrofobia de modo que esse medo é tratado como uma condição inata, e não uma fobia “aprendida” através de acontecimentos passados. Sendo assim, o mito comum de que a acrofobia é resultado de experiências traumáticas do passado, como quedas, é provavelmente falso. Algumas pesquisas com pessoas que passaram por quedas causadoras de lesões, revelam que que estas acabam sofrendo “menos” de acrofobia durante sua vida. Sendo assim, pode não surtir efeito algum investir tempo e dinheiro em tratamentos terapêuticos que visam apenas encontrar traumas passados com o único objetivo de fazê-los lidar com casos de acrofobia.

Não tolere o medo de altura

O medo de altura pode impedir você de relaxar, de trabalhar, ou fazer várias coisas, sendo um problema genuíno, ele não deve ser tolerado. Aguentar ou resistir a fobia não são estratégias legítimas para tratar de fobias reais, tentar traçar uma relação entre o medo de altura e uma “fachada externa” durona, pode fazer com que tenha ainda mais estresse, que acarretam em decisões ruins.

Lembre-se que o medo de altura não é uma fraqueza de caráter, e sim um algo que acontece com muitas pessoas que ganham a fobia inatamente, ou seja, desde o nascimento adquirem a fobia.

Fonte: WikiHow