bonequinho cordaMuitas crianças e adolescentes hoje são internados por motivo de queda. Sendo assim este tipo de acidentes são os mais comuns para hospitalizar as crianças. Um motivo que pode também favorecer as quedas pode ser observado nas características físicas do desenvolvimento da criança, como o tamanho e o peso da cabeça em relação ao corpo, aumentando as chances de desequilíbrio.

– As quedas podem acarretar em sérias lesões, inclusive traumatismos cranianos.

– Deve-se ter muito cuidado nos locais onde as crianças estão brincando, evitando locais inapropriados como lajes, sacadas ou escadas.

– Se possível utilize portões no início e fim das escadas, e caso as escadas sejam abertas, devem possuir redes por toda sua extensão.

– Em janelas, sacadas e inclusive mezaninos, devem ser instaladas grades e redes de proteção.

– As crianças com idade inferior a 6 anos não devem dormir em beliches, caso não exista outra opção coloque grades de proteção nas laterais.

– Todos os móveis que podem permitir que as crianças subam para acessar as janelas devem ser afastados de modo a não permitir este acesso. Os móveis e também os tanques de lavanderia devem ser verificados de modo que se possa garantir sua estabilidade e fixação.

– O capacete é fundamental e obrigatório ao andar de skate, patins ou bicicleta, reduzindo em até 85% os riscos de lesões na cabeça.

Prevenção de quedas em crianças

– Em locais escorregadios devem ser colocados antiderrapantes, evitando escorregões que podem oferecer riscos graves.

– Ao brincar em parques as crianças correm um risco de lesão quatro vezes maior em quedas com brinquedos de altura superior a 1,5 metro. Sendo assim as crianças devem ser observadas constantemente e os brinquedos precisam estar verificados quanto a sua condição e sua adequação para à idade da criança.

– A Sociedade Brasileira de Pediatria não recomenda a utilização de andadores, pois podem comprometer o desenvolvimento da criança além da possibilidade de ocorrer quedas.

– Não permita que as crianças brinquem perto de barrancos ou barreiras.

Fonte: Revista Dicas de Emergência.