O que é NR 35?

trabalho em altura

 

Muitos trabalhadores ou estudantes da construção civil já devem ter se perguntado: O que é NR 35? O que significa?

 

A NR-35 é uma Norma Regulamentadora criada pelo MTE (Ministério do Trabalho e Previdência). Ela abrange todos os requisitos, medidas e respaldos relativos ao trabalho em alturas.

 

Essa norma visa maior segurança e proteção do colaborador submetido a atividades acima de 2 metros do solo ou da base principal. Dessa forma, ela diminui os riscos preservando a vida e a integridade física do indivíduo. 

 

O trabalho em altura é arriscado. Por isso, uma norma que regulamente todo procedimento das atividades é muito necessária. Um colaborador desta área deve estar sob a proteção de uma série de regras e cuidado.

 

 

trabalho em altura

 

 

Sem medidas de segurança o trabalhador pode sofrer acidentes graves. Além disso, as sequelas podem ser definitivas ou fatais. A empresa contratante é a maior responsável pelo cumprimento dessa norma. Caso a empresa não dê esse suporte necessário, pode ser processada na justiça trabalhista e ter sua licença de funcionamento suspensa.

 

 O curso Nr35 pode ser feito online?

 

O curso de trabalho em altura possui regimento da NR-35 e pode ser feito online.  A Engehall é pioneira no fornecimento de curso de segurança de trabalho de forma online. E oferece uma plataforma exclusiva onde é feita a parte teórica e prática, além do suporte técnico e certificado de conclusão.

 

No curso, é possível aprender sobre todas as normas e regulamentos que envolvem a atividade.

 

Curso online nr35

 

 

Como exemplo: saber analisar os riscos e os fatores impeditivos; quais são os perigos inerentes ao trabalho; manuseio de equipamentos e medidas de proteção individuais e coletivas (bem como seleção, inspeção, conservação e limitações desses dispositivos); conhecimentos sobre os acidentes comuns da área .

 

O conteúdo programático também inclui : noções de conduta em serviço e em situações de emergência e técnicas de primeiros socorros e resgate.

 

 

 O que é NR 35 e qual é a sua  importância ?

 

A  NR-35 existe para prevenir acidentes em meio a uma atividade laboral que envolve muitos riscos. Essa regulamentação protege o trabalhador na prática e estabelece uma série de requisitos para a empresa contratante seguir. Do mesmo modo,  oferece respaldo jurídico das normas de segurança. Sem essas normativas os trabalhadores ficam muito mais vulneráveis aos riscos e acidentes, que podem ser fatais. 

 

É importante que todo colaborador tenha pleno conhecimento sobre o que é NR-35 e como ela pode evitar problemas. É de acordo com essa norma que a empresa contratante deverá atuar.

 

Qual a diferença entre NR-35 e NR-33?

 

Como vimos, a NR-35 determina normas acerca de trabalho nas alturas como: medidas de proteção, análises de risco e procedimentos de segurança. A NR-33 também é um conjunto de regulamentações, mas ela abrange normas protetivas de trabalho em espaço confinado.

 

As duas normas determinam os requisitos necessários para atividades de risco. Da mesma forma que, as duas normas propõem condições de trabalho que diminuem os perigos envolvidos.  

 

 Qual a carga horária prevista pela NR-35?

 

Esse curso tem validade de 2 anos e carga horária mínima de 8 horas. Além disso, o curso tem um valor variado no mercado. Mas é importante observar as qualificações da empresa e dos professores.  

 

 Quais exames uma pessoa que irá trabalhar em altura deve fazer?

 

Segundo a NR-35 o trabalhador precisa fazer alguns exames admissionais para autorizar a executar atividades em alturas. Esses exames são feitos para certificar as condições físicas do trabalhador.

 

Os exames são: 

 

  • Acuidade visual;
  • Audiometria ocupacional;
  • Eletrocardiograma;
  • Eletroencefalograma;
  • Glicemia em jejum;
  • Hemograma completo. 

 

É necessário jejum de pelo menos 8 horas.

 

Outras normas ligadas ao trabalho em altura

 

Além da NR-35, há também outras normas que regulamentam o trabalho em altura. Como por exemplo:

 

  • NR-06: Trata dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Essa norma orienta sobre todo dispositivo ou produto que deve ser utilizado durante a atividade com fins de proteção e segurança individual do trabalhador;

 

  • NR-07: Estabelece o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) – Trata da obrigatoriedade de uma implementação de um programa que vise promoção, preservação da saúde, rastreamento e diagnóstico precoces de doenças ou problemas físicos adquiridos durante as atividades laborais;

 

  • NR-09: Avaliação e Controle das Exposições Ocupacionais a Agentes Físicos, Químicos e Biológicos – Determina a elaboração e implementação de um programa com o objetivo de preservar a saúde dos trabalhadores com controle da incidência de riscos ambientais. O projeto visa a proteção do meio ambiente e recursos naturais.

 

  • NR-18: Trata das Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção – Abrange diretrizes de ordem administrativa, bem como planejamento e organização dentro da instituição. Essas normativas têm o objetivo de implementar medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos. Abrange situações relacionadas às atividades laborais e ao meio ambiente no âmbito da construção civil. A NR-18 se preocupa em trazer as melhores condições de segurança ao colaborador e ao meio ambiente. O objetivo principal sempre é dirimir os riscos do trabalho em altura.

 

  • NR-34: Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção e Reparação Naval. Trata de nove procedimentos necessários às atividades laborais executadas em estaleiros, que são: trabalho a quente; montagem e desmontagem de andaimes; pintura; jateamento e hidrojateamento; movimentações de carga; instalações elétricas provisórias; trabalhos em altura; utilização de radionuclídeos e gamagrafia; máquinas portáteis rotativas.

 

 O que é Fator de Queda?

 

O Fator de Queda é uma das regulamentações previstas pela NR-35. Ele determina a razão entre a distância que o trabalhador percorre numa possível queda e o comprimento que o equipamento deve ter para detê-lo. Além disso, estabelece uma forma de cálculo do impacto exercido pelo corpo do trabalhador em meio a essa hipótese.

 

 

 Visão monocular no âmbito do trabalho em altura

 

De acordo com a legislação vigente, a visão monocular ainda não é um impeditivo para trabalho em altura. Porém essa condição deve ser declarada no Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) com parecer de um oftalmologista, se assim o médico do trabalho julgar necessário.

 

Essa condição diminui o campo periférico de visão e a pessoa passa a ter uma menor noção de profundidade. Com isso ela pode se tornar inapta à função, de acordo com as diretrizes adotadas pelas condutas médica e administrativas da instituição.

 

Recentemente a condição de visão monocular foi definida como deficiência pela Lei nº 14.126/2021. Ou seja, o portador passa a ter direito a aposentadoria especial e demais benefícios concedidos a pessoas PCD.

 

Agora você já sabe o que é NR 35,  e sabe a importância dela para o trabalho em altura.

Faça o primeiro módulo grátis do curso NR 35 da Engehall.

Compartilhe esse post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Outros Posts

Dúvidas NR35

Treinamento NR 35 Online

      O mercado de trabalho atual exige cada vez mais qualificação, não só pela qualidade do serviço prestado, mas também pela segurança do

Dúvidas NR35

Qual a validade do curso NR 35?

    Você sabe a validade do curso NR 35?   Trabalho em altura exige o dobro de atenção do trabalhador. Os perigos relacionados à

Ao clicar em Whatsapp, você concorda com esta operação de tratamento de dados pessoais. Não compartilhamos dados, utilizando-os exclusivamente para a comunicação com os nossos usuários.

Ao clicar em Whatsapp, você concorda com esta operação de tratamento de dados pessoais. Não compartilhamos dados, utilizando-os exclusivamente para a comunicação com os nossos usuários.